Consulta Brasil – Saque Brasil


O Banco Central (BC) informou  que os brasileiros ainda não sacaram R$ 7,12 bilhões em recursos esquecidos nos sistemas financeiros de bancos.

As estatísticas divulgadas em relação ao número de beneficiários, até meio do ano, 14 milhões de correntistas haviam resgatado valores.

🚨ATENÇÃO
Sobre o chamado “Consulta Brasil” ou “Saque Brasil“, este termo pode ser relacionado a diversas áreas, desde a retirada de dinheiro em bancos brasileiros até algum programa ou iniciativa de propaganda em redes sociais.  Explicaremos no final deste post como funciona a promessa do brasil consulta ou saque brasil.

O Sistema de Valores a Receber (SVR) é um serviço do Banco Central no qual você pode consultar se você, sua empresa ou pessoa falecida tem dinheiro esquecido em algum banco, consórcio ou outra instituição e, caso tenha, saber como solicitar o valor.

No Sistema de Valores a Receber (SVR) você pode:

consultar e saber como solicitar os seus valores ou de sua empresa;
consultar e saber como solicitar os valores de pessoas falecidas desde que você seja herdeiro(a), testamentário(a), inventariante ou representante legal.

O SRV também é utilizado para detectar o Dinheiro Esquecido em bancos, chamado de Valores a Receber (explicamos abaixo)

 


💸 Dinheiro Esquecido em 4 “lugares”

Atualmente existem 4 lugares para você pesquisar se tem “Dinheiro Esquecido”. As pessoas conseguem consultar se tem disponibilidade de grana na CAIXA, na Receita Federal, se tem saldo no PIS/PASEP e no sistema SRV do Banco Central.

Veja abaixo explicação em cada uma delas:

 

► Dinheiro Esquecido na CAIXA

De acordo com a Caixa Econômica Federal, muitos trabalhadores deixaram de sacar R$ 24,6 bilhões, que estão esquecidos no banco. O valor é referente ao abono salarial ano-base, ano-base 2022 e as cotas do PIS/Pasep.

A maneira mais simples para sacar esse dinheiro esquecido nas contas é pelo aplicativo do FGTS no celular. Se houver recursos, vai aparecer uma mensagem no alto da tela: “Você possui saque disponível.

Os valores também podem ser pedidos pessoalmente em agências da Caixa.

 

► Dinheiro Retido na Receita Federal + Restituição de IR

A restituição do Imposto de Renda 2023 (referente ao ano-base 2022) retido na fonte pode aliviar um pouco a vida financeira de muita gente. Tem imposto a restituir aquele contribuinte que, depois de todos os ajustes entre receitas e despesas, sofreu retenção na fonte maior do que o seu imposto devido.

Como consultar a restituição: No site da Receita Federal, o contribuinte pode consultar se a sua declaração já foi processada. Por lá também dá para saber antecipadamente em qual dos lotes a respectiva restituição será paga.

Basta pesquisar no Consulta à Restituição, informando CPF, exercício da declaração, data de nascimento do contribuinte e código verificador. Também é possível obter informações no Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte (e-CAC), serviço Restituição e Compensação, item Restituição do IRPF, opção Extrato de Processamento da DIRPF.

 

► Dinheiro Esquecido no PIS/PASEP

A Caixa Econômica Federal liberou o saque de R$ 25,4 bilhões de dinheiro esquecido em cotas do Pis/Pasep de 1971 a 1988 para 10,5 milhões de trabalhadores. E quem tiver saldo nestas contas pode realizar o saque integral dos valores até 5 de agosto. Se o titular das cotas do PIS/PASEP morreu, o saldo da conta será disponibilizado aos beneficiários legais (dependentes ou sucessores).

Têm direito a sacar as cotas do PIS/Pasep quem trabalhou com carteira assinada na iniciativa privada ou como servidor público no período de 1971 a 1988, e que ainda não tenha feito o saque. Após 5 de agosto, os valores não sacados serão transferidos para o Tesouro Nacional e os interessados ainda poderão solicitá-los à União no prazo de até 5 anos.

 

► Dinheiro Esquecido em Bancos (Valores a Receber)

O Dinheiro Esquecido em bancos ou sistema de valores a receber é, resumidamente falando, um serviço que possibilita pessoas físicas ou jurídicas verificarem se existem recursos esquecidos em bancos, consórcios ou instituição financeira e havendo saldo, o serviço permite que esse valor seja resgatado.

O Banco Central do Brasil estima que haja R$ 8 bilhões esquecidos em bancos por cerca de 24 milhões de pessoas físicas e jurídicas. Isso significa que, em média, cada cidadão teria cerca de R$ 333 a receber — o que corresponde a mais de um quarto do salário mínimo atual (R$ 1.212) e quase equivale a uma parcela do piso do Auxílio Brasil (R$ 400), por exemplo.

 


Como Consultar – Guia prático em 7 passos

O único site no qual é possível fazer a consulta e saber como solicitar a devolução dos valores para pessoas jurídicas ou físicas, incluindo falecidas, é o https://valoresareceber.bcb.gov.br.

É importante ressaltar que, via sistema do Banco Central, os valores só serão liberados para aqueles que fornecerem uma chave PIX para a devolução.

Caso não tenha uma chave cadastrada, você precisará entrar em contato com a instituição para combinar a forma de recebimento. Outra opção é criar uma chave e retornar ao sistema para fazer a solicitação.

No caso de valores a receber de pessoas falecidas, é preciso ser herdeiro, testamentário, inventariante ou representante legal para consultá-los. Também é necessário preencher um termo de responsabilidade.

Após a consulta, é preciso entrar em contato com as instituições nas quais há valores a receber e verificar os procedimentos.

Veja o passo a passo:

PASSO 1 – Não custa reforçar: a primeira etapa é saber se você tem valores a receber.

– Isso é feito pela página www.valoresareceber.bcb.gov.br.
– O BC ressalta que este é o único site disponibilizado para consulta.

PASSO 2 – Após clicar no botão “Sistema de Valores a Receber (SVR)”, você será encaminhado para consulta pública.

Enviar pelo WhatsApp compartilhe no WhatsApp

– Nessa etapa, é preciso preencher os campos com CPF e data de nascimento.
– No caso de empresas, a busca é feita pelo CNPJ e data de abertura do negócio.
– Caso tenha valores a receber, a tela irá indicar o terceiro passo.
– Em caso contrário, o sistema irá sugerir uma nova consulta em outro momento, após possíveis atualizações de dados encaminhados por instituições ao BC.

PASSO 3 – Confirmado que há dinheiro a resgatar, você será encaminhado para uma nova página do SVR.

– De acordo com o BC, esse sistema é semelhante à compra de ingressos.
– Ou seja, se houver acessos simultâneos acima da capacidade, você ficará em uma sala de espera virtual aguardando sua vez.

PASSO 4 – Na sequência, é preciso fazer login com a conta gov.br

– Não tem? Saiba criar uma.
A criação da conta gov.br é gratuita. O cadastro pode ser feito pelos seguintes caminhos: Site Acesso (https://sso.acesso.gov.br) ou App gov.br

PASSO 5 – Nessa etapa, você será encaminhado para o valor a receber, seja pessoa física ou jurídica.

– A página também leva à consulta de pessoas falecidas.
–  Você precisará aceitar o Termo de Ciência para prosseguir no sistema.
– É preciso selecionar o quadradinho abaixo e clicar em “confirmar”.

PASSO 7 – A tela seguinte trará as seguintes informações:

– montante a receber;
– nome e dados da instituição que deve devolver o valor;
– origem (tipo) do valor a receber;
– informações adicionais, quando for o caso.

Nessa página, também será possível acessar os dados e solicitar diretamente a devolução para a instituição financeira.

PASSO 8 – A última etapa é o pedido de devolução dos valores.

– Clique no botão “solicitar por aqui” e siga as orientações indicadas.
– Em seguida, selecione uma das suas chaves PIX e, caso deseje, informe seus dados pessoais.

Nesse caso, a instituição devolverá o valor via PIX em até 12 dias úteis após a solicitação.

O botão “solicitar por aqui” só irá aparecer, no entanto, caso a instituição na qual você tem dinheiro esquecido tenha firmado um termo de adesão com o Banco Central.

Do contrário, o resgate não será feito diretamente pelo sistema do BC.
O sistema irá apenas informar o valor a receber e em qual instituição está aquele recurso.
Aparecerá, nesse caso, uma mensagem informando contatos oficiais (e-mail e telefone) para que você entre em contato diretamente com a instituição e combine a forma de devolução.

 


🚨 NÃO CAIA EM GOLPES

A primeira dica para não cair em golpes se refere a mensagens recebidas pelo WhatsApp para resgatar os valores esquecidos via PIX. Nesse caso, o BC orienta a ignorar as mensagens e, principalmente, não clicar em links suspeitos enviados por e-mail, SMS, WhatsApp ou Telegram.

Consulta Brasil ou Saque Brasil é confiável?

Em aplicativos de redes sociais (exemplos Face, InstaG, TikT, Kw@i), existem anúncios que promovem um tipo de “Consulta Brasil”  ou “Saque Brasil“. Os anúncios nas redes sociais geralmente são exibidos com vídeos de matérias de jornais sobre o Valores a Receber do Banco Central, isso gera um tipo de confusão sobre qual a fonte desta consulta.

Se você clicar no anúncio, será exibido um novo vídeo (número 1 imagem abaixo), após você assistir este vídeo, você é redirecionado para verificar saldo (número 2 imagem abaixo). Na página seguinte (número 3 imagem abaixo), o site informa que para prosseguir com o saque, é necessário o pagamento de uma taxa única.

” NÃO PODEMOS AFIRMAR QUE É UM GOLPE, pois o site vende o possível resgate como se fosse uma consultoria, então, pagar ou não por isso, é por tua conta e risco. “

⚠️ O Banco Central informa: Todos os serviços do Valores a Receber são totalmente gratuitos. NÃO faça qualquer tipo de pagamento para ter acesso aos valores. O único site onde você pode consultar e saber como solicitar a devolução dos seus valores, da sua empresa ou de pessoas falecidas é o https://valoresareceber.bcb.gov.br

A imagem abaixo foi gerada depois de clicar em anuncio vinculado nas redes sociais e acessar o site do anunciante.

 

Veja TUDO que já publicamos sobre DINHEIRO ESQUECIDO

2˚ Fase do dinheiro esquecido no BC
Banco Central: dinheiro esquecido
Valores a Receber: como solicitar
Nova fase vai pagar R$ 6 bilhões
Valores a Receber pelo CPF
Valores a Receber Banco Central
Banco Central – Minha Vida Financeira
Dinheiro Esquecido💸 Banco Central
Valor Esquecido – Agora precisa de PIX